Treatment of Lennox‐Gastaut syndrome

Machine translation Machine translation
Esta não é a versão mais recente deste documento

Ver a última versão

Autores
Categoria Systematic review
RevistaCochrane Database of Systematic Reviews
Year 2009
RACIONAL: A síndrome de Lennox-Gastaut é uma doença idade-específica, caracterizada por crises epilépticas, uma característica eletroencefalograma (EEG), retardo psicomotor e distúrbios de comportamento. Ocorre mais freqüentemente no sexo masculino e início é geralmente antes da idade de oito anos, com um pico entre três e cinco anos. Casos tardios que ocorrem na adolescência e início da idade adulta têm sido raramente relatadas. Idioma é freqüentemente afetada, tanto com lentidão na ideação e expressão, além de dificuldades de disfunção motora. Graves distúrbios de comportamento (para hiperatividade exemplo, agressividade e tendências autistas) e transtornos de personalidade são quase sempre presente. Existe também uma tendência para a psicose para desenvolver com o tempo. O prognóstico a longo prazo é pobre, embora a epilepsia muitas vezes melhora, a liberdade apreensão completa é rara e, inversamente, os transtornos mentais e psiquiátricos tendem a piorar com o tempo. OBJETIVOS: comparar os efeitos de terapias farmacêuticas utilizadas para tratar a síndrome de Lennox-Gastaut em termos de controle de crises e efeitos adversos. Muitas pessoas que sofrem desta síndrome já estará recebendo outras medicações antiepilépticas, no momento da sua entrada em um julgamento. No entanto, para o propósito desta revisão, vamos considerar apenas o efeito do agente terapêutico único sendo testado (frequentemente como terapêutica adjuvante). Métodos de pesquisa: Procuramos o Grupo Cochrane Epilepsy Especializada Register (fevereiro de 2009), o Cochrane Central Register de Ensaios Controlados (CENTRAL) (Cochrane Library A Questão 1, 2009) e MEDLINE (1950 a janeiro de 2009). Nós também procurou EMBASE (1980 a março de 2003). Nós não impôs restrições de língua. Procuramos o registo ISRCTN para estudos em andamento e, além disso, entramos em contato com as empresas farmacêuticas e os colegas em campo para buscar todos os estudos não publicados ou em andamento. CRITÉRIOS DE SELEÇÃO: Todos os ensaios clínicos randomizados (ECR) da administração da terapia medicamentosa em pacientes com síndrome de Lennox-Gastaut. COLETA DE DADOS E ANÁLISE: Dois revisores extraíram independentemente os dados. A análise incluiu qualidade estudo de avaliação, bem como a análise estatística dos efeitos sobre as taxas de apreensão global e os efeitos sobre tipos de crises específicas (por exemplo, ataques de gota), efeitos adversos e mortalidade. PRINCIPAIS RESULTADOS: Encontramos sete ECR, mas foram incapazes de realizar qualquer meta-análise, porque cada tentativa olhou para diferentes populações, terapias diferentes e considerados resultados diferentes. Conclusão dos autores: O tratamento ideal para Lennox-Gastaut é incerto e nenhum estudo até hoje demonstrou qualquer droga que a pessoa seja altamente eficaz; rufinamida, lamotrigina topiramato, felbamato e pode ser útil como terapia adjuvante. Até mais pesquisas tem sido realizadas, os médicos terão de continuar a considerar cada paciente individualmente, levando em conta o benefício potencial de cada terapia pesado contra o risco de efeitos adversos.
Epistemonikos ID: 2a246985ca0abea71328e65f4e3f42e7e7706adf
First added on: Jun 25, 2012
[Latest] Anti-seizure medications for Lennox-Gastaut syndrome. 10.1002/14651858.CD003277.pub4
O tratamento da síndrome de Lennox-Gastaut 10.1002/14651858.CD003277.pub3
[Current] Tratamento da síndrome de Lennox-Gastaut 10.1002/14651858.CD003277.pub2
O tratamento da síndrome de Lennox-Gastaut. 10.1002/14651858.CD003277
Warning
This is a machine translation from an article in Epistemonikos.

Machine translations cannot be considered reliable in order to make health decisions.

See an official translation in the following languages: English

If you prefer to see the machine translation we assume you accept our terms of use